quinta-feira, abril 28, 2011

Dia 58: será que estou fazendo algo errado?

E aí, Lia Amancio? Você está fazendo tudo direitinho?

- Alongamento
Ai. Esqueci. Mas estou mantendo a reeducação alimentar e sobrevivi à Páscoa sem distorções na balança! Agora descobri os complexos vitamínicos que melhoram minha disposição, viu? Porque, com esse ritmo de trabalho e estudo, o normal é viver cansada. As vitaminas ajudam a melhorar a disposição do cérebro, inclusive.

- Agradeço tudo o que tenho
Todo dia. Todo dia. Tenho uma casa confortável (que não está no meu nome, mas estou trabalhando pra isso), tenho um emprego em que faço o que gosto cercada de gente boa, meu namoradomarido é um cara interessante, inteligente e companheiro, tenho saúde e tenho uma família que me apoia. O que mais eu poderia querer?

- Visualizo dinheiro entrando na minha conta
Ah. Isso. Claro! Vou começar a verbalizar essa parte, viu, porque tá complicado. Atualmente, sai mais do que entra - e olha que esse mês andei super na linha! Como pode uma coisa dessas?

- Organização e produtividade
Gente! Deixa eu contar: fiz uma SUPER LISTA pra usar no trabalho com pendências mensais, semanais... precisa ver, coisa mais organizadinha de deus. Fica, inclusive, mais fácil dar feedback para o chefe. Por enquanto, essa lista não é DE VIDA, é só de trabalho. Dando certo, tento implementar na VIDA. Recomendo! O word e o excel são grandes amigos da executiva moderna, viu?

- Penso em como quero que seja meu dia
Hum, esqueci essa também.

- Digo pra Cid o quanto eu o amo
Sim! Sempre!

- Entro em contato com minha família (e-mail, telefone ou sinal de fumaça)
Sim! Mas estou em falta com as avós...



E aí? Dá resultados?

Pois é. Pois é. Veja bem:

  • A saúde vai bem, obrigada. A balança estabilizou em 3,5kg a menos do que quando comecei o projeto, com disposição e sem olheiras.
  • O casamento vai bem também! Obrigada por perguntar!
  • Como agora Cid chega mais tarde, a cozinha é por minha conta (a louça é dele, entretanto), o que dá margem para mais um campo de experimentação criativa: em um mês, já fiz meu primeiro pesto, minha primeira guacamole, meu primeiro tabule, pasta de grão de bico... graças a um e-book de receitas que se mostra mais um investimento do que um gasto, já que temos economizado ticket-mercado e ainda comido bem.
  • Trabalho está ok: não ter medo de FALAR e PEDIR (não necessariamente para deus, mas pra alguém concreto que pode fazer coisas por você), desde que sabendo o momento e o meio certos, pode trazer resultados, ainda que apenas morais (o que já é bastante coisa, pois motivação é fundamental nessa vida!).
  • Já os resultados financeiros... tudo ficou mais caro nessa cidade ou o que? O que acontece que eu NÃO comprei nada, NÃO fiz nenhum grande gasto no cartão e NÃO chego ainda com salário no fim do mês? Tá, este mês teve contribuição sindical e não teve os adicionais do mês retrasado, ou seja: e agora? É, eu sei: preciso começar a investir e a guardar uma grana, ainda que pouca, mas todo mês... mas como? Quer saber? Vou fazer isso NO INÍCIO DO MÊS. Pronto. Porque se deixar pro final do mês, não sobra - então é melhor que eu já comprometa 150 pratas como gasto fixo (além do condomínio, telefone, celular, net, luz, etc etc etc - affe!), em que eu não posso mexer, e me vire ao longo do mês pra fazer durar o que sobrar.
    Será que rola?
    Será que é uma boa?
 E você? Tem o hábito de poupar mesmo ganhando MENOS do que gasta? Como você faz? Me ensina?

* * *

Quer saber? Acho que só está faltando o fundamental: ACREDITAR. Porque ainda estou bem cética em relação ao experimento... comecei ACREDITANDO e, agora, me apego mais ao que não evoluiu do que às áreas em que já progredi... não é bom. Preciso dar um jeito de manter a motivação no projeto. Pode deixar que, se descobrir como virar uma pessoa que CRÊ, conto pra vocês.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...