terça-feira, agosto 30, 2011

Mantra da semana

Quando você lê UMA, e apenas UMA notícia do dia na sua única pausa de 10 minutos do trabalho no dia inteiro, quer dizer que você está usando todo o seu tempo e mais um pouco no trabalho para, efetivamente, trabalhar. E se você, que sempre responde imediatamente às demandas, ignora todas nos últimos 2 dias, é sinal de que tem algo... não errado, certamente. Mas que tem algo acontecendo.

Sim: você é uma só, carregando uma área (sim, agora pode ser chamada de área) inteira nas costas, ganhando a metade do salário de alguém que carrega uma área inteira nas costas e os outros vão ter que esperar, porque você não consegue fazer tudo ao mesmo tempo.

Então, amigos, o mantra da semana é:


Vou repetir até a exaustão.

E o seu? Qual é?

* * *
P.S.: conversar e pedir ajuda pro marido FUNCIONA. Especialmente se você está claramente à beira de um colapso nervoso.


quinta-feira, agosto 25, 2011

Preciso de ajuda: como conseguir ajuda em casa?

Decluttering. Clutter é o termo em inglês para 'excesso de coisas acumuladas'. Declutter é o famoso 'desapegar de tudo o que você não precisa e arrumar o que restou'. Já falei sobre isso aqui, mas esse assunto PRECISA ser recorrente. Porque eu preciso de ajuda. Não apenas para desapegar, doar coisas, arrumar e jogar coisas fora, mas para convencer meu marido de que isso também é necessidade dele. Que a faxina de sábado pode ser mantida durante a semana com apenas 20 minutos diários guardando as roupas espalhadas pela casa, tentando deixar o sofá livre para sentar e catando todos os lencinhos de assoar nariz que caíram acidentalmente pela casa. E que eu não posso ser a única responsável por isso.

Não tou reclamando do marido não. Sério. Por favor, não me interpretem mal. Maridão, eu te amo! Lindo! Gostoso! Cheiroso! E... ele me ajuda! JURO! Mas manter o ambiente mais ou menos em ordem no dia a dia é bem complicado, e acabamos fazendo umas faxinas meia-bomba no fim de semana que, quando chega na 4a feira, não tem nem mais resquício.

Ando à beira de um colapso nervoso. Trabalho, reta final da pós-graduação, shows da banda e... cuidar da casa. É preciso, pois um ambiente mais ou menos limpo é bem mais saudável e inspira a manter a cabeça em ordem, mas... como é difícil! Eu já sou um tanto ESPAÇOSA... junta a bagunça do marido e, leitores, não dá nem vontade de chegar em casa.

...e quando penso em começar a trabalhar um esquema de rotinas sério, com direito a quadro de avisos e alarme tocando ao final das tarefas... lembro que não deve ser divertido pra ele ser casado com uma general, e nem é divertido pra mim assumir MAIS uma responsabilidade.

Como fazer? 20 minutinhos por dia, os dois, juntos, será que ajudam a dar jeito?

sábado, agosto 20, 2011

Um botão de 'deixe tudo bem'

Naqueles dias em que você acorda e não, as coisas não estão legais... um botão de 'tudo vai ficar bem', que REALMENTE deixasse tudo bem - não era o que você queria?

Pois você tem!

http://www.make-everything-ok.com/

...e se não funcionar, cheque suas próprias configurações de percepção da realidade. Muito provavelmente é a sua percepção da realidade que está com, digamos, defeito.

(valeu, Schonfs!)

quarta-feira, agosto 10, 2011

Só por hoje... a dieta foi pro saco

Tenho uma confissão séria a fazer: a tática do 'só por hoje' para evitar doces (especialmente o brigadeirinho depois do almoço) já foi pro saco HÁ MUITO TEMPO. E como tenho conseguido manter o peso que consegui cortando doces por APROXIMADAMENTE DUAS SEMANAS?

Resposta: não sei.

Quer dizer, tenho umas pistas.

Uma é a compensação. Comi sobremesa? Pego leve na janta. Aliás, pego leve na janta sempre, ainda mais depois que descobri uma gastrite que me causa um refluxo e me enche de azia quando como à noite.

Outra é que, para melhorar do refluxo, diminuí seriamente pão e farináceos da minha vida. Isso faz diferença. Desincha. Já tou curtindo experimentar roupa, ando curtindo o que vejo naqueles espelhos enormes de frente, lado e costas.

E mais uma é que, pelo menos 4 vezes na semana, tou fazendo o bambolezinho. Vinte minutos, meia hora, é o tempo que marido gasta no joguinho do facebook e eu brinco de tentar fazer minhas acrobacias. Já não me restrinjo mais à cintura e estou fazendo chest hooping de braços pra cima, chest hooping de braços fechados, já consigo passar da cintura pro peito, pro pescoço, de volta pra cintura e por aí vai. Não é musculação, não vai te deixar sarado (a), mas dá um certo condicionamento na musculatura interna, nas pernas, na VIDA.

"Ah, não sei rodar bambolê" não é desculpa. Eu também não sabia até ano retrasado. Comecei com um para o meu tamanho (é, aqueles de criança não servem mais pra você) e fui rodando, rodando, rodando, e aprendendo a fazer coisas diferentes, a variar os movimentos. É uma delícia.

Se empolgou? A notícia ruim é que o bambolê que uso é profissional, não vende no Brasil e o frete é carésimo. Pedi pra minha irmã trazer dos EUA, na verdade - mas, olha, foi uma compra FELIZ. Ele tem o tamanho, peso e estabilidade perfeitos para um adulto do meu tamanho. Recomendo. A notícia boa (sempre tem notícias boas aqui, claro!) é que FAZER um bambolê pro seu tamanho é fácil, sai barato e é um processo super gostoso. Mariana Bandarra ensina como.


* * *

Vale ressaltar que não, não estou magra, não quero ficar magra, estou muito satisfeita com minhas curvas, valeu. A dieta e os exercícios são muito mais pra condicionar e pra não precisar gastar uma grana que não tenho com roupa nova.

* * *

E você? Tem dado atenção ao seu bem-estar físico também?

quinta-feira, agosto 04, 2011

Tentar ir à igreja também é autoajuda

Eis que fui parar num culto de JohRei hoje cedo. Arrastei marido, a missionária disse que só levava 5 minutinhos, fomos lá. Já tinha ido num Johrei Center pra tomar uns passes, mas foi a primeira vez que fui a um culto. Minhas impressões?

Bem, é uma IGREJA Messiânica, né? O nome é assustador, mas o local é simples, senhorinhas felizes, longevas e tranquilas, um altar sem muitos fru-frus, não tem ninguém pegando na sua cabeça e mandando sair o demônio, não tem imagens de pessoas crucificadas, não tem ninguém entrando em transe vestido de exu, nada disso: lá, reina o silêncio, a voz baixa, a musiquinha calma e um telão com fotos de pinguins fofos e mensagens que poderiam ser chamadas de 'mensagens de autoajuda', não fossem também mensagens de ajuda para o mundo. E ninguém chama de religião, e sim de filosofia. Pode não fazer a menor diferença na prática, mas você que é cético encara a coisa de maneira diferente.

Um lado meu não consegue entrar no clima da oração, especialmente a oração em japonês, uma vez que nunca me identifiquei com gente que segue doutrinas que não entende - basicamente, o missionário pode dizer as coisas mais lindas, mensagens de purificação mesmo, acredito mesmo que seja com a melhor das intenções, mas se não sei o que é, fica difícil entrar na onda. Já o outro lado gosta do clima de pessoas dando bom dia assim, de graça e sinceramente; gosta da ideia de reservar uns minutinhos para meditação; Na entrada, eles dão um folder que mostra os benefícios científicos do Johrei - uma análise de ondas cerebrais antes e depois de uma sessão. É aquilo né? Todas as religiões e estados meditativos alteram as ondas cerebrais de alguma forma, o que quer dizer que não é mérito só da Messiânica... mas o culto é rápido, é silencioso, o altar é discreto, mal não faz. Marido também aprovou. Acho que vamos virar frequentadores mais ou menos assíduos (só precisamos acordar um pouco mais cedo de vez em quando).

Será que vamos ficar mais calmos? Mais zen? Será que marido vai alcançar a paz que tanto lhe falta? Será que me transformarei numa pessoa mais tolerante? A saber.

E você? Vai a algum tipo de culto? Medita? Frequenta alguma igreja ou algo do gênero? AJUDA? Conta aê.

segunda-feira, agosto 01, 2011

Novos links

Não sei se vocês já repararam ali na barra lateral, mas adicionei mais uns links de blogs que talvez tenham tudo a ver com esse aqui:

# Supere-se - "Desenvolvimento pessoal para o sucesso", é o mote. Pra quem quer ficar rica e bem sucedida com autoajuda, acho digníssimo incluir o Supere-se nos bookmarks!

# Arca do conhecimento - Desenvolvimento pessoal numa linha um pouco mais espiritual/religiosa, textos enviados pelos leitores. Tem uma ótima lista de links na linha autoajuda / autoconhecimento / espiritualidade.

# Vai dar certo - "A vida com autoestima". Engenharia mental e motivação, como chamariz para um trabalho de coaching pessoal que, se depender dos artigos do blog, deve ser bom.

# Blog Somos todos um - Somos Todos Um é um dos mais antigos sites de autoajuda / zen / espiritualidade da internet. Vale a pena conhecer, se você ainda não conhece.

# Frases que curam - Pois é. Frases e mensagens de autoajuda fazem um grande sucesso entre os leitores da categoria... e são farto material para análise (por que as pessoas se satisfazem com citações? E o autoconhecimento? Dá para refletir sobre um assunto em 140 caracteres?).

# Fazendo meu caminho - Também nessa linha mais espírita, a autora conta sobre filmes que viu, seu dia a dia de frequentadora de Centro e frases e imagens inspiradoras, digamos. Vale a leitura.

E você? Tem procurado conforto em que? Tem mentalizado? Tem pedido algo para o universo? Me recomenda mais algum blog nessa linha?

Beijos e boa semana!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...