sexta-feira, setembro 21, 2012

Diário de Gratidão - dias #21, #22 e #23

Então, gente. Estou conseguindo passar um mês, apenas um mês, agradecendo as coisas bacanas que me acontecem. Não que eu não consiga fazer isso por mais tempo: consigo, certeza que consigo. Mas o compromisso de postar, tornar público, verbalizar... isso é fundamental se quero que um projeto desses dê certo. Afinal, a 'prestação de contas' faz parte.

Estou ficando repetitiva nisso de agradecer pelo trabalho e pela família, né? Mas quem já passou por poucas e boas de (falta de) trabalho ou excesso de trabalho e falta de grana sabe o quanto devemos ser gratos a um emprego bacana, que paga direito e ainda por cima é com o que você gosta de fazer. E minha família, sempre, né? Dei muita sorte de nascer nessa família, olha.

Então vou agradecer coisas mais mundanas, tá?

Pelo dia 19, agradeço por não ser do tipo de pessoa que passa mal no calor.

Pelo dia 20, agradeço por ter amigos.

E pelo dia 21, agradeço pela música, pelas músicas que canto, pela alegria que elas levam, quem poderia viver sem isso, pergunto com toda a honestidade?

http://youtu.be/0dcbw4IEY5w

Sério, gente. Agradeço imensamente pela existência do ABBA também.


terça-feira, setembro 18, 2012

Diário de gratidão - dias #19 e #20

Ontem passou. Hoje tá aí. E não me esqueço de agradecer.

Esqueço de postar, verdade. Quer dizer, lembro, mas em horários impossíveis. Mas não esqueço de agradecer diariamente (e aí lá se vão agradecimentos muito maiores do que esses dois dias) por...

...por ter aprendido em casa que, apesar de dinheiro não dar em árvore, você só colhe o que você planta.
...aliás, por ter aprendido que você SEMPRE colhe o que planta. Em TODAS as áreas da vida.
...por ter plena noção de que o que eu estou colhendo agora é fruto do que plantei.
...por ter a disposição de não parar de plantar sementes jamais.
...por ter saúde (que nem sempre depende de plantio algum, mas o plantio certamente ajuda a preservar o que ainda tem jeito).

Salvo raras exceções, você colhe o que planta, sim. Você escolhe os caminhos que dará à sua vida, você escolhe como quer se sentir.

Eu escolho como me sinto em relação ao que me acontece. E por isso estou aqui, projeto autoajuda de vento em popa.

:)

E você? Escolhe o que pra sua vida?

domingo, setembro 16, 2012

Diário de gratidão - dias #18 e #19

Eu sei, passou o dia de hoje e nada de postar. Mas a gratidão está aqui, no meu coração - e, mais uma vez, por ter uma família incrível. Por poder estar com eles.

Pra amanhã, agradeço por ser domingo e, finalmente, não ter nada pra fazer. É bom, né? :)

sexta-feira, setembro 14, 2012

Diário de gratidão - dia #17: universo conspirando ao meu favor

Hoje eu agradeço porque as coisas estão dando certo. Hoje, pelo menos, deram. Tive boas surpresas, procedimentos burocráticos andando muito mais rápido do que eu previa, saúde financeira ok, saúde física idem e saúde mental bem estável (contratempos que outrora me deixavam transtornada, hoje estou que realmente nem tchuns).

Então tenho a nítida sensação de que o universo ESTÁ conspirando a meu favor - e de que cabe a mim fazer com que essa boa onda continue.

E você? Está agradecido pelo que?

quinta-feira, setembro 13, 2012

Diário de gratidão - dia #16

HOJE EU AGRADEÇO POR SER UMA PESSOA MENTALMENTE EQUILIBRADA E POR TER TIDO A OPORTUNIDADE (E A VONTADE) DE FAZER ANÁLISE POR TRÊS ANOS COM UM ANALISTA ÓTIMO, QUE REALMENTE ME AJUDOU A COLOCAR A CABEÇA NO LUGAR.

Isso. Assim. Em caps.

E agradeço diariamente por ter um emprego legal, que me paga direito e me permite fazer o que gosto.

terça-feira, setembro 11, 2012

Diário de gratidão - dia #15: sorte

Sabe... hoje agradeço por ser uma pessoa privilegiada. Por ter tido acesso a estudo, por ter um trabalho, por ter um teto, por ter educação.

Sou uma pessoa de sorte. 
Gostaria que você fosse também.

Você mesmo, que está lendo isso aqui. Você mesmo, que vive dizendo o quanto as coisas estão ruins na sua vida. Sim, elas provavelmente estão, mas com isso, você só atrai mais azar. Nada a ver com papo hippie de energia e 'lei da atração', mas... sim, TEM a ver, e não é uma lei metafísica, não é mágica, não é misticismo: é apenas a reação em cadeia. Sorte é aquilo que você se permite ter quando sai sorrindo na rua por nada - pelo simples fato de, sei lá, ter um teto e ter amigos - e as pessoas automaticamente mudam de atitude porque você é simpático com elas. E nessa, você ganha um desconto, um brinde ou até um novo namorado. Sorte é aquilo que você acha que tem - porque, afinal, você é aquele 1% com estudo, com moradia, com saúde - conta pros outros e imediatamente (não é mágica, é gente) atrai relações e pessoas com sorte. E essas pessoas com sorte (talvez um pouco mais do que você) querem você por perto e te chamam pros projetos delas, pra conhecer outros sortudos, te encaminham pros trabalhos que elas sabem que estão te esperando.

Cabe a você abrir caminho para a sorte em sua vida.

Cabe a você perceber quando a sorte apareceu e abraçar as oportunidades.

Cabe a você quebrar o loop da má-sorte e se arriscar. Se arriscar a ter sorte.

Vamos lá. Eu tou fazendo isso e está dando certo.

Comece HOJE e me diga se rolou pra você também.

segunda-feira, setembro 10, 2012

Diário de gratidão - dia #14

Sabe o que eu agradeço hoje? Agradeço por ter bom gosto. Agradeço pela existência da tecnologia, e por ter o discernimento de não me deixar escravizar por ela. Agradeço pelo amor de pai, amor de mãe, amor de avó. E você?

domingo, setembro 09, 2012

Mais sobre a repetição de padrões

Já falei aqui antes sobre a repetição de padrões. Sobre como a gente entra num loop de atitudes e ações muito similares, sobre como a gente se mete em relacionamentos iguais (e reclama de todos eles sem perceber que o equívoco está na NOSSA atitude). Mas existe uma outra repetição aí: a dos outros, que a gente aprende e repete (ou não). Gerações e gerações fazendo a mesma coisa, e a gente vai lá e se espelha neles, seja por admiração, seja porque simplesmente você não conhece outro comportamento. A maneira como você lida com seus relacionamentos é a maneira como sua mãe (ou seu pai) lidava? Você consegue reconhecê-los em si mesmo? Rapaz... eu consigo. E confesso que é porque não aprendi de outra forma. Não que isso seja necessariamente ruim. Você pode ser um cara íntegro porque seus pais são. Você pode ter aprendido o conceito de responsabilidade ou a valorizar o trabalho com seus pais. Não há nada de errado nisso. Acontece que, às vezes, nos metemos em situações nocivas porque não aprendemos a lidar de outra forma. Aliás, muitas vezes nem percebemos o quanto estamos nos fazendo mal. A sorte é que, eventualmente, alguma geração aprende e quebra o ciclo, vai lá e faz diferente. E passa para seus filhos, que aprendem, enfim, outro comportamento, diferente do que vem sendo herdado há décadas. Repetir padrões nos dá segurança (e, mal ou bem, a quem convive com a gente). A questão é: que padrões vamos repetir? Será que conseguimos enxergar isso e quebrar, quando necessário? Taí algo a se pensar...

quinta-feira, setembro 06, 2012

Diário de gratidão - dias #10, #11, #12 e #13

E hoje agradeço mais uma vez por ter um CÉREBRO que pode não funcionar 100% o tempo todo, mas na maioria das vezes consegue tomar decisões lógicas e sensatas.

Bom, é possível que eu não consiga escrever aqui nos próximos dias, então já adianto a função gratidão aqui:

Para amanhã, dia 07 de setembro, agradeço a existência da TECNOLOGIA. Sim. Aquela que me permite fazer em 1h30 uma viagem que antes levava não menos que 20h. E com conforto e segurança. Ah, como eu amo os anos dois mil!

Sábado é dia, mais uma vez, de agradecer pela minha família. Por eles e pela existência deles. É a família mais amorosa do mundo, eu juro. E espero corresponder a esse carinho todo.

Domingo... bem, ainda falta, né? Mas posso apostar que depois de dois dias com umidade relativa do ar BAIXÍSSIMA, agradecerei LOUCAMENTE a qualidade de vida que tenho no Rio de Janeiro, resultado de alguma ajuda familiar (mais uma vez, obrigada, família) e muita perseverança pra não precisar dar passos pra trás na vida (aqueles que, caso um dia eu precise, encararei como fase e aprendizado).

E você? Agradece o que?

quarta-feira, setembro 05, 2012

Diário de gratidão - dia #09

Bom dia!

Hoje agradeço a existência do mate. E agradeço à criatura sagaz que descobriu que mate com leite ficaria ótimo.

:)

Amo.

terça-feira, setembro 04, 2012

Diário de gratidão - dia #08

E hoje... hoje agradeço por sei lá que configuração universal que me fez filha do meu pai e da minha mãe, ambos classe média, universitários, cultos e residentes em Niterói. Porque morar no Brasil é bom, sim, gente - especialmente se você, como eu, teve oportunidade de estudar e tomou decisões mais ou menos corretas, como NÃO sair de casa nem engravidar cedo (o que obriga a pessoa a trabalhar e largar os estudos, o que não foi o caso - mesmo assim, comecei a estagiar cedo, no tempo regulamentar da criatura que estuda-estagia-se forma-é contratada).

Mas acho que o grande lance é viver no Brasil, sem furacão, sem terremoto, onde fruta é uma parada BEM barata e é possível se alimentar bem gastando pouco e, devido aos anos de estudo e qualificações, é possível ter qualidade de vida. Obrigada. Desejo isso pra todo mundo, viu?

segunda-feira, setembro 03, 2012

Diário de gratidão - dia #07

E hoje... hoje agradeço por ter amigos. Agradeço por ter uma vida muito boa - muito boa mesmo. Agradeço por ter tomado decisões certas sobre trabalho e carreira nos últimos anos. Sério. Hoje só tenho a agradecer.

domingo, setembro 02, 2012

Diário de gratidão - dia #06

O ser humano é meio bundão, especialmente o ser humano... dos nossos tempos? Nah. O ser humano sempre matou os seres da mesma espécie, sempre matou outras espécies não necessariamente para se alimentar, mas muito também por esporte...

...talvez isso seja uma maneira de autorregular a expansão da espécie no mundo, mesmo. Imagina: se não houvessem guerras e doenças produzidas por nós mesmos, teria muito mais gente no mundo, não caberíamos todos e não teríamos recursos para todos... porque o ser humano é bundão e raramente pensa no coletivo, no bem da sociedade, como um todo. É o meu e vamos nessa.

Agradeço, do fundo do coração, por existir gente no mundo que se preocupa com os outros. Gente boa, de coração.

Gente que se esmera em educar, em espalhar amor, em prover o mundo com soluções democráticas, em pesquisar soluções para a iminente falta de recursos naturais do planeta. Gente que trata os outros com respeito e carinho, independente de quem sejam.

Obrigada, seus lindos, por existirem. É por causa de vocês que eu gosto de viver aqui.

sábado, setembro 01, 2012

Diário de gratidão - dia #05

Em tempo... ufa! Passamos o dia desconectados, passeando, fazendo comprinhas da Eudora (gente, o body mist de orquídea e íris é PURO LUXO, moças ou rapazes que querem presentear as moças da sua vida, falem comigo!), visitando os amigos e estudando para concurso (agora é assim: todo mundo empenhado em melhorar de vida e se mudar pra um lugar maior, certo?). Até dava pra postar da internet do celular, mas em casa é mais legal. Então vamos lá.

Hoje eu agradeço pelas minhas pernas.

Minhas pernas me permitem caminhar. E dançar, até. Mas... elas me levam aonde eu quero, ainda que seja um pouco longe, e nunca reclamaram. Como se não bastasse, são um belo par de pernas. Sei que, se um dia me faltarem, terei mais um zilhão de motivos para agradecer... mas como elas estão aqui, agradeço que sejam não apenas funcionais como, rerere, decorativas.

E você? Agradece o que hoje?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...