quinta-feira, março 17, 2011

Dia 16: ficar rica é legal, mas a vida pessoal é mais importante, tá?

Um dia eu prometi pra mim mesma que homem nenhum me faria desistir dos meus objetivos profissionais. Sabe por que? Por que um dia o cara pode aprontar alguma. Um dia o amor pode acabar e aí... e aí que eu larguei emprego, deixei de viajar para algum lugar legal a trabalho, deixei de fazer cursos ou ir a eventos fazer contatos 'por causa de homem'. Você nunca pensou assim?

É. Acontece. Mas eu tou aqui escrevendo esse blog e pensando em como uma das coisas que quero com esse projeto é, também, conseguir me dedicar à minha vida pessoal, à minha família e ao lazer. Poder ter tempo livre também é um fator de realização pessoal. Trabalho *é* importante sempre, trabalho paga as contas, ocupa a mente, realiza, te põe em contato com o mundo real... e podem ter certeza de que não estou abrindo mão disso! Tenho meu emprego, três projetos paralelos (que vão virar trabalho e fonte de renda, esperem só!), trabalhos da pós... aí tem também banda, saúde, casa, família e o namorado (que, ok, já é da família). Não é pouca coisa... sou supermulher MESMO!

Só que, gente, eu quero ser uma pessoa bem sucedida e realizada profissionalmente... mas não quero ser o tipo de mulher que vive só para trabalho! Quero poder fazer as unhas, dormir mais horas por dia, namorar, jantar em casa... que mal há nisso?

Isso é muito diferente de 'abrir mão da carreira para cuidar das crianças' ou 'fazer escolhas erradas por causa de homem'. É saber balancear as coisas, é saber priorizar o que importa, o que importa naquele momento, e traçar um panorama mental das consequências que essa ou aquela escolha terão na sua vida. E sejamos realistas: você não precisa trabalhar MUITO para ser bem sucedido. Precisa, sim, trabalhar BEM.

Confesso, as últimas semanas têm sido um pouco cansativas. Então, naquela terça-feira chuvosa, banquei a antissocial e, em vez de ir pra abertura de um evento badaladíssimo num bairro longe e meio fora de mão, fui direto pra casa.

Foi por ele, sim. Mas foi, principalmente, por mim, pela minha saúde, pela minha sanidade e para ser honesta com minhas convicções. Se eu quero ter uma vida, é bom começar a priorizar algumas coisas desde já.

2 comentários:

Lacy Barca disse...

Rá,rá,rá! Eu fiz a mesma coisa. E no mesmo evento!
Bjs,
Lacy

Lia disse...

O Leme é muito mais confortável, né? :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...