sexta-feira, maio 06, 2011

Praticando o zen

Bom, já passou BEM da hora de marido chegar da aula, o que quer dizer que ele não veio direto pra casa. Deve ter feito um pitstop no boteco sem me avisar - ou seja, LEVEI BOLO.



E aí, o que vocês acham que vou fazer?

a) Fico puta da vida porque eu fiquei em casa feito uma burra cozinhando pra quando ele chegasse, quando poderia ter saído pra dançar? (não sei se vocês sabem, mas amo dança de salão - só não tenho feito aulas ultimamente porque o trabalho e a pós já estão me deixando surtada o suficiente)

é... não posso negar que fico putaça nessas horas. Mas, gente, olha o desapego: EU TENHO MAIS O QUE FAZER. No mal, no mal, já adiantei o almoço de amanhã. Então vamos à opção b:

b) adianto trabalho da pós e, como havíamos combinado, assisto Big Bang theory e namoro bastante. Certo?

Errado. Namorar sem ele é impossível.

(ah, qual é, eu sou uma mulher de princípios e valores, dada ao respeito... e se de UMA coisa eu tenho certeza é que o pitstop no boteco não envolve mulher) 

De qualquer forma, ainda não atingi o zen total nessa área. Ainda não acho que precise aceitar levar bolo e, pior, não ser avisada a tempo de poder mudar a programação. Porque tem gente que acha tranqs, né? Ah, o cara só vai ali e já volta, nem tá com mulher, deixa ele. Eu não. Eu quero ser avisada pra poder ir ali também.

E aí, amiga dona-de-casa? Isso também acontece com vocês? Como faz? Alguém tem dicas de autoajuda pra esse tipo de situação no relacionamento? Como ser uma mulher superior e não dar a mínima pra essas coisas? Hein? Hein? Hein?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...