quarta-feira, julho 13, 2011

Como tornar seu dia inesquecível, parte 2

Continuando o post anterior sobre as 20 maneiras de tornar seu dia inesquecível, seguem mais cinco. Vamos de pouquinho em pouquinho para o assunto render, ha ha. Essas aqui eu sei que também funcionam, olha:


  • Dizer ‘sim’ para uma oportunidade espontânea - É, nem tudo pode ser planejado, é o que explicam os autores do post que originou esta série.
  • Pra mim, aceitar isso sempre foi um problema e é algo que tento trabalhar, já que aprendi tanto a duras penas que ‘furar planejamentos não é legal, principalmente quando envolve outras pessoas’ que hoje em dia tenho absoluto horror a golpes do acaso, aleatoriedades e coisas que não saem como planejado. Só que, contrariando minha crença, coisas não planejadas podem ser boas quando trazem boas oportunidades - e boas oportunidades são sempre boas. O que não quer dizer, ouviu, Marido? não quer dizer que furar coisas combinadas seja bom, e também não quer dizer que beber na Lapa traz boas oportunidades sempre. Tá? :p
  • Completar um trabalho não acabado - Sabe aquele artigo? Aquele livro? Aquela ilustração? Aquela escultura? HOJE, isso, HOJE é um bom dia pra terminar aquilo que você começou há semanas e não terminou ainda.
  • Documentar seu dia - Tirar fotos, desenhar, escrever um diário... os autores são pró ‘boas memórias’. Já eu, depois de anos e anos de diários escritos e online, acho meio bullshit: daqui a vinte anos, talvez tudo o que você queira será jogar seu passado na lixeira e viver o presente. Guardar coisas, livros, dados e se apegar ao passado pode ser legal, mas também pode ser uma prisão. De qualquer forma, documentar seu dia SEMPRE é legal para estimular seu texto, estimular seu olhar fotográfico e, porque não, inspirar outras pessoas. Aí sou a favor.
  • Sorrir e se ater ao que é certo - Novamente, é a questão da perspectiva: não importa o que aconteça, cabe a VOCÊ lidar com isso de uma forma positiva ou negativa. O que, para uns, é um desastre, para outros é uma oportunidade de recomeço, de aprendizado ou do que quer que seja. Apreciar o que você acha bom e aprender com o resto, esta é a chave.
  • Ser autêntico - Os autores do artigo falam sobre ser você mesmo, ser fiel a seus princípios. Só que, às vezes, ser fiel a seus princípios te torna uma pessoa desagradável, cabeça dura e intransigente, incapaz de viver em sociedade. Eu adaptaria essa questão, sabe? Acho que a autenticidade não é só ‘viver de acordo com os seus princípios’, mas também a questão da felicidade projetada: a gente se compara muito aos outros, sabe? Você que está solteira acha que só vai ser feliz quando tiver um namorado (porque outras pessoas têm e são felizes), você que não sai pra jantar fora toda semana em restaurantes exóticos acha que não é feliz porque não sai pra jantar fora toda semana em restaurantes exóticos, você acha que não é feliz porque não ganha um salário de 5 dígitos... muitas vezes isso não é uma necessidade SUA, mas um desejo projetado porque alguém faz isso e é legal e você gostaria de ter aquela vida. Só que aquelas pessoas não têm vidas perfeitas e, pra ter um salário de 5 dígitos é preciso abrir mão da sua vida pessoal... pra ter um namorado bacana é preciso abrir mão de um monte de preconceitos e abrir espaço na sua vida praquela pessoa... e por aí vai. Então... assim... seja autêntico: o que você REALMENTE deseja?
Em breve, as outras partes do post... afinal, são VINTE maneiras de tornar seu dia inesquecível. Enquanto isso, me conta: o que você tem feito para tornar seus dias inesquecíveis?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...